Celi Helena Psicologia Clínica e Consultoria
  • Celi Helena Psicologia Clínica e Consultoria

    Iniciei meu trabalho na área psicológica, atuando como estagiária no Hospital das Clínicas de São Paulo no ano de 2008, e posteriormente, na Clínica Psicológica da Universidade Ibirapuera.

     

    Em 2010 me formei em Psicologia, iniciando atendimentos em consultório particular. Pouco antes, no último semestre da minha graduação, tive meu primeiro contato com uma técnica de relaxamento chamada Calatonia e descobri que este seria um dos meus ‘caminhos’ profissionais. No ano de 2011, enquanto me especializava em Psicoterapia Junguiana, não só passei a estudar essa técnica, como fui submetida a ela na minha psicoterapia com a Dra. Irene Gaeta, identificando cuidadosamente os sentimentos e pensamentos que foram surgindo em mim. A Calatonia me proporcionou uma sensação de calma e integração interna, que resultou numa melhor conexão com as pessoas a minha volta, de uma forma que eu ainda não conhecia. Estar em contato comigo mesma dessa maneira foi (e sempre é!) surpreendente!

     

    Assim, iniciei a aplicação desta técnica de relaxamento no meu trabalho em Psicologia Clínica visando a reorganização psicofísica dos meus pacientes. Foi possível observar bons resultados psicoterapêuticos relativos a queixas diversas e, curiosamente, de distúrbios psicossomáticos.

     

    Saiba mais aqui.

     

    PRÓXIMO CURSO ONLINE:

     

    • Sofrimento psíquico: a outra variante 
    • 28/10, às 20h30
    • Valor: R$ 90
    • Inscrições pelo telefone: 11 96445-0045

     

    Entendemos a Pandemia de Covid 19 como uma verdadeira Catástrofe de causa biológica, promotora de  desastres variados.

     

    Queremos aqui discutir a respeito do Sofrimento Psíquico diante desta realidade, no plano individual, ocasionando uma verdadeira Crise que podemos defini-lá como uma situação gerada por um evento real, a infecção pelo Corona Vírus, que ultrapassa a capacidade emocional de resposta de uma pessoa, caracterizando-se como um estressor extremo.


    Isto é, seus mecanismos de enfrentamento são insuficientes e ocorre um desequilibro e incapacidade de adaptação psicológica diante desta grande carga emocional.

     

    Como lidar com esse sofrimento e suas consequências na Saúde Mental?


    Vamos conversar a respeito!