• ABRAPAC

Fadiga em sistemas complexos: aplicação ao transporte aéreo regular de passageiros

Resumo


A fadiga é um estado individual difícil de ser reconhecido e, principalmente, de ser medido. Na aviação, como em qualquer sistema complexo, profissionais estão expostos a condições de trabalho que podem levar à redução de seu desempenho mental ou físico. Diversos fatores podem comprometer atenção ou habilidade de tripulações operarem suas aeronaves com segurança, tais como déficit de sono, longos períodos de vigília, mudanças de fusos horários, elevada carga de trabalho e turnos irregulares. O objetivo deste artigo é descrever, à luz da abordagem sistêmica da psicologia, a prevalência da fadiga e seus fatores associados entre pilotos da aviação civil regular brasileira. Para tanto, foi conduzido um estudo observacional transversal com dados secundários de pesquisa apoiada pela Associação Brasileira dos Pilotos da Aviação Civil [ABRAPAC]. Dentre 1.234 respondentes ao questionário de coleta de dados, foram utilizados critérios para delimitar a amostra estudada que reduziram a quantidade final para 1.193 participantes. Para a análise dos fatores associados à fadiga foi realizada regressão multinomial com modelo de equações estruturais. Como resultado, a descrição de prevalência da fadiga – explicada por sintomas gerais, como o cansaço mental, e por sintomas específicos psicossomáticos – foi evidenciada, corroborando estudos anteriores. Além disso, a significância estatística na explicação da fadiga subjetiva em fatores como a 'necessidade de recuperação' e o 'apoio social' confirma que a fadiga tem efeitos no desempenho profissional de pilotos da aviação regular, sugerindo sua repercussão sistêmica na vida destes trabalhadores.


fadiga-em-sistemas-complexos
.pdf
Download PDF • 399KB

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • LinkedIn ABRAPAC
  • Instagram ABRAPAC
  • Twitter ABRAPAC
  • Facebook ABRAPAC

©2021 por ABRAPAC.