• ABRAPAC

Retrato da qualidade de vida no trabalho dos pilotos do transporte aéreo público regular

Resumo


O crescimento da aviação civil no Brasil ensejou reestruturações organizacionais, novas tecnologias e lógicas de mercado que geraram a intensificação do trabalho dos pilotos do transporte aéreo público regular de passageiros, e impôs consequências sobre sua qualidade de vida no trabalho (QVT), a eficácia dos serviços aéreos e a segurança operacional de tripulantes e clientes. Fundamentada na perspectiva teórico-metodológica da Ergonomia da Atividade Aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho (EAA_QVT), essa pesquisa objetivou conhecer, por meio de estudo de caso, a avaliação global desses pilotos sobre sua QVT, com base nas representações que manifestam sobre o contexto de trabalho, as práticas de gestão e as vivências de desgaste e bem-estar advindas do seu cenário organizacional. Participaram da pesquisa 164 pilotos, aos quais se aplicou o Inventário de Avaliação de Qualidade de Vida no Trabalho (IA_QVT), de natureza quanti-quali, adaptado ao público-alvo. Constataram-se na origem do mal-estar no trabalho dos pilotos desajustes na organização do trabalho, falta de reconhecimento e crescimento profissional e ineficiência do suporte organizacional, mostrando que, na ótica dos pilotos, respeito e valorização profissional, e equilíbrio entre o tempo de trabalho e o tempo livre figuram como elementos centrais para a manutenção do bem-estar no trabalho e da QVT ideal. Ao fundamentar empiricamente a análise das dimensões que comumente se encontram na gênese do erro humano na investigação de acidentes aeronáuticos, a avaliação em QVT também se mostrou uma contribuição à segurança de voo no Brasil, como uma ferramenta efetiva para o gerenciamento de riscos na aviação no âmbito da organização.


retrato-da-qualidade-de-vida-dos-pilotos
.
• 3.94MB

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo